sexta-feira, 30 de abril de 2010

Obrigada SENHOR, pela minha Pedra da Lua.










Tem sido assim... a trepar ...
a trepar a pulso as cordas de uma vida a dois ...
que ao fim de dois anos e meio,
foi felizmente abençoada com o nascimento
de um ser
que tem feito as delícias
destes extremosos pais e restante família.
Obrigada Senhor
Hoje, dia 30 de Abril, faz 35 anos
em que foi consumado
o acto correspondente ao papel passado.
Agradeço a Deus o homem/companheiro que Deus me deu.
O respeito, o carinho e amor,
és como uma pedra da lua
demonstras-te sensibilidade,
intuição e clarividência,
qualidades que não mais esqueci
desde aqueles momentos.
Foste suave e translúcido
nas faltas e falhas ...
é o bálsamo actuante.
Tal como a lua... eu sou de fases,
de humores
de conceitos e preconceitos...
Mas, tu companheiro,
tens a capacidade de
suavizar e acalmar as emoções.
Soubemos bem prolongar e saborear o namoro.
Espero que esse namoro só acabe um dia
quando TU quiseres.
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

terça-feira, 27 de abril de 2010

A Fé descansa na Palavra de Deus.

Painel em vitral na Igreja Sagrada Família
Confio na tua palavra.
(Sl 119.42.)
A nossa fé será mais fraca ou mais forte,
exactamente na proporção em que
crermos que Deus fará o que disse.
A fé nada tem a ver com
sentimentos ou impressões,
com improbabilidades ou com aparências externas.
Se desejarmos ligar as duas coisas
— fé e sentimentos, fé e aparência
— não estaremos descansando na Palavra de Deus,
porque a fé não precisa
de coisa alguma desse tipo.
A fé descansa na Palavra de Deus.
Quando cremos na Sua Palavra,
o nosso coração descansa.
Deus tem prazer em exercitar a nossa fé;
porque é uma bênção para nós,
depois porque é bênção para a Igreja,
e também para os de fora.
Mas nós evitamos o exercício,
em vez de o recebermos como um bem.
Quando vêm as provas,
deveríamos dizer:
"Meu Pai Celestial põe nas minhas mãos
este cálice de aflição,
para que eu possa ter
alguma coisa agradável depois".
As aflições alimentam a fé.
Ah, deixemo-nos nas mãos do
Pai Celestial!
O seu coração tem prazer
no bem dos Seus filhos.
Mas as aflições e dificuldades não são
os únicos meios pelos quais a fé
é exercitada e aumentada.
Há a leitura das Escrituras,
através da qual podemos conhecer
de perto a Deus,
como Ele revelou-Se na Sua palavra.
Será que podemos dizer,
pelo conhecimento que temos de Deus,
que Ele é um Ser realmente desejável?
Se não, instemos com Deus para que nos leve a isso,
de modo a que possamos
admirar o Seu coração de amor e bondade,
e sejamos capazes de dizer
como Ele é bom e como tem prazer
em fazer o bem aos Seus filhos.
E quanto mais nos aproximamos
desta realidade, mais prontos estamos
a descansar em Suas mãos,
satisfeitos com tudo
o que Ele nos reserva.
E quando vier a aflição, diremos:
"Eu vou esperar para ver qual a bênção
que Deus trará por meio dela,
pois sei que Ele vai fazê-lo."
Assim daremos um testemunho digno
diante do mundo e isso servirá
para fortalecer a fé de outras pessoas.
— George Müller
Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Aos 35 Anos... Este é um dia diferente dos outros dias.





....Vamos dizer-vos o nosso segredo.
É muito simples:
só se vê bem com o coração.
O essencial é invisível para os olhos.
- Foi o tempo que perdi com a minha rosa
que tornou a minha rosa tão importante.
- Foi o tempo que perdi com o meu cravo
que tornou o meu cravo tão importante.
Somos para sempre responsáveis por
aqueles que cativamos...

Rebuscado do Livro
«O Principezinho»
Antoine Exupéry
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

domingo, 25 de abril de 2010

O 25ABR74 visto por uma mãe

Restauração Ideal
Olhai: um rei reinará segundo a justiça,
e os príncipes governarão com equidade.
Cada um deles será como um refúgio contra o vento,
um abrigo contra a tempestade,
como um fio de água em terra ressequida,
e como a sombra duma alta rocha em terra árida.
Os olhos dos que vêem não se ofuscarão,
o os ouvidos dos que ouvem estarão atentos.
Os espíritos insensatos entenderão a ciência,
e a língua dos tartamudos exprimir-se-á
com prontidão e clareza.
Não mais se chamará nobre ao insensato,
nem excelência ao fraudulento.
Com efeito, o insensato diz loucuras e o seu coração
dá-se a iniquidade,
a cometer impiedade,
a escarnecer do Senhor,
a deixar o faminto entregue à sua fome,
e a tirar a bebida ao que tem sede.
As armas do fraudulento são desleais,
máquina desígnios criminosos
para perder os pobres com mentiras,
e o desvalido que faz valer o seu direito.
O nobre, porém, tem pensamentos dignos,
e é nobre o seu proceder.
Isaías ( 32.1-8 )

Como mãe, para mais de um ser masculino e, como naquela época, só os homens eram chamados à tropa e simultâneamente à guerra...uma guerra que a nada de bom nos levou...somente à perda de vidas e inimizades com outros seres que actualmente continuam nossos irmãos e na paz desejada.

Repito: como mãe e nem que só por isso mesmo... VIVA o 25 de Abril em 74.

Pena é que os ideais desse dia ...se tenham vindo a perder e a maioria se tenha esquecido o que era viver debaixo do medo e da miséria, e outra maioria nem dá valor ao que eram esses tempos... e ainda há franjas da sociedade... que se esquecem que a liberdade alcançada nada tem a ver com a falsa liberdade dos tempos actuais... políticos e de todos aqueles que não sabem viver em liberdade, usando-a indevidamente.

Outros, porque esquecem-se da liberdade do próximo, outros porque só pensam em estarem confortáveis e fazem disso uma guerra aos demais... até alcançarmos a verdadeira forma de viver como ELE quer... ainda teremos muito caminho a percorrer... mas não desistamos dos ideais de Abril... daquela primavera verdadeiramente florida, bela, partilhada por um povo que afinal só queria ser feliz e integrado nas sociedades mais justas deste Mundo Terra.

O não haver partidos políticos nem divisões entre o povo foi a melhor vitória do dia 25ABR74, pois todos estavem com todos, em consonância e em solidariedade. Foi um belo dia.

Se conseguirmos alcançar o EQUILÍBRIO, o 25ABRIL74 permanacerá vivo em nós.


SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

sexta-feira, 23 de abril de 2010

«Eu sou o Bom Pastor»

«Eu sou o Bom Pastor»
(Jo 10, 11)
Abel, o primeiro pastor,
conquistou a admiração do Senhor,
que de bom grado acolheu o sacrifício dele
e preferiu o doador ao dom
(Gn 4, 4).
A Escritura também louva Jacob,
pastor dos rebanhos de Labão,
fazendo notar o que sofreu pelas suas ovelhas:
«Fui devorado pelo calor durante o dia
e pelo frio durante a noite»
(Gn 31, 40);
e Deus recompensou este homem pelo seu labor.
Também Moisés foi pastor
nas montanhas de Madian,
preferindo ser maltratado com o povo de Deus
a conhecer a felicidade
[no palácio do faraó];
e Deus, apreciando esta escolha,
deixou-Se ver por ele como recompensa
(Ex 3, 2).
Após esta visão,
Moisés não abandonou o seu ofício de pastor,
antes dominou aos elementos com o seu báculo
(Ex 14, 16),
conduzindo o povo de Israel para as pastagens.
Também David foi pastor,
mas o seu bastão foi trocado por
um ceptro real e recebeu a coroa.
Não te espante que todos estes
bons pastores estejam perto de Deus.
O próprio Senhor não cora por ser chamado
«pastor»
(Sl 22; 79),
Deus não cora de conduzir os homens
para as pastagens,
como não cora por tê-los criado.
Olhemos agora para o nosso pastor,
para Cristo;
contemplemos o Seu amor pelos homens,
a suavidade com que os conduz às pastagens.
Ele alegra-Se com as ovelhas que O rodeiam
e vai à procura daquelas que se perdem.
Nem montes nem florestas são para Ele obstáculo:
corre pelo vale da sombra
(Sl 22, 4)
para chegar ao local onde se
encontra a ovelha perdida.
[...] Vai aos infernos libertar
os que ali se encontram;
é assim que Ele procura o amor das Suas ovelhas.
Aquele que ama a Cristo é aquele que sabe ouvir a Sua voz.
Continuemos a orar pelo Mário e pela Sra. sua mãe.
As orações ao SENHOR estão a ser atendidas.
Não temos palavras para demonstrar o nosso agradecimento.
«ELE alegra-Se com as ovelhas que O rodeiam
e vai à procura daquelas que se perdem...»

SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

quarta-feira, 21 de abril de 2010

DEUS e nós ....

Fecha a porta sobre ti e sobre os teus filhos.
(2 Rs 4.4.)
Deviam ficar a sós com Deus,

pois não estavam a lidar com as
leis da Natureza,

nem com governos humanos,
nem com a igreja ou os sacerdotes;
nem ainda com o grande profeta de Deus.
Deviam estar ali a sós,
isolados de qualquer outra pessoa,
de qualquer apoio em circunstâncias,
de qualquer apoio em raciocínios humanos,
e lançados no espaço, por assim dizer,
dependendo de Deus somente,
em contacto com a fonte dos milagres.
Aí está um outro aspecto do

plano de operações de Deus,
um quarto secreto de intercessão e fé
onde todo o crente que deseja produzir
frutos precisa entrar.
Há ocasiões em que Deus

nos cerca com um muro misterioso
e nos tira todos os pontos de apoio,
todas as maneiras de agir a que
estamos acostumados.

Ele fecha-nos e deixa-nos entregues à
Sua maneira de agir,
maneira inteiramente nova e inesperada para nós,
muito diferente dos nossos antigos padrões.
É uma situação em que não
sabemos exactamente o que vai acontecer;

em que Deus está a cortar o
pano das nossas vidas dentro de um novo molde;

e Ele faz-nos olhar
somente para Ele mesmo.
A maioria das pessoas religiosas

vive numa espécie de rotina
invariável e cansativa,

em que podem calcular
quase tudo o que vai acontecer.
Mas aqueles que Deus está a tirar
do contexto comum e coloca num contexto especial,
bem perto d´Ele,
Ele fecha-os num lugar
onde tudo o que sabem é que Deus

os tem na Sua mão e os está pondo à prova.
E então esperam n'Ele somente.
Como aquela viúva,

precisamos de estar desligados do que é exterior
e ligados interiormente ao Senhor apenas,

a fim de ver as Suas maravilhas.
— Soul Food
É muitas vezes nas provas mais duras que

Deus nos permite fazer
as mais preciosas descobertas de Si mesmo.

— Gems
Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Apelo Urgente para Corrente de Oração





Ironia das ironias... este actor que interpretou o papel de Jesus, em Jesus Cristo Superstar, quando a Instituição ELO Social o levou à cena, após esta representação teatral, começou a ter algumas dores e cólicas que os familiares e amigos pensaram ser derivado ao "nervoso" de ter sido escolhido para aquela tarefa, atendendo à responsabilidade que o Mário achava que tinha que ter para a executar.

Entretanto, a peça saíu de cena e a vida continuou com toda a normalidade possível.


Essas dores, traduzidas em cólidas intestinais, voltaram e cada vez com mais frequência tendo havido necessidade de uma averiguação competente para se verificar, ao fim e ao cabo, o que na realidade se estava por ali a passar com a saúde do nosso querido Mário.

Na passada quinta-feira Santa a intervenção cirúrgica foi inevitável. Tudo esteve como DEUS entendeu... não podia ter corrido melhor... tudo estava muito, muito bem.


Tão bem que teve alta ao fim de cerca de oito dias... e após 24horas de estar já na sua residência, dado a falta de noção que o Mário tem de que não pode fazer exercício físicos, força, etc... por ter sofrido uma intervenção daquela natureza, os pontos rebentaram. Teve de voltar de urgência para realizar uma segunda intervenção, tudo isto no espaço de menos de duas semanas.

Neste momento, para prevenir resultados idênticos aos anteriores, o nosso querido Mário mantém-se nos cuidados intensivos e com duas a três pessoas, dia e noite, à cabeceira... e DEUS.


Venho do Hospital de falar com a senhora sua mãe... ela pediu-me, agarrada às minhas mãos, «rezem pelo meu filho»... é isso que ele precisa, de oração, muita oração... .

Sinto que eu, com a ajuda da minha família, juntos, não estamos conseguindo fazer mais do que estamos fazendo...atrevo-me a tomar a liberdade... faço-o como se para o meu filho fosse... de pedir a todos os que por aqui passem a visitar, consultar, ou comentar... dediquem uma oração ao Mário... por favor, peçam a DEUS que alivie o sofrimento do Mário e dos seus desesperados pais.


Ele está muito fraco e com várias complicações.

De coração partido regressei a minha casa e pelo caminho lembrei-me de me atrever a pedir que, conjuntamente connosco, oremos todos ao Alto, a DEUS, formando uma corrente de oração, pedindo-Lhe o melhor para este ser que veio ao mundo Terra com uma cruz tão pesada... e que, agora com 39 anos, ainda ficou com mais este peso.

Desde já, com toda a humildade, vos agradeço e me comprometo a dar notícias sobre este acontecimento que nos está a entristecer de sobremaneira.


SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

terça-feira, 13 de abril de 2010

Neste Dia Especial...Nasceu uma Flor no Universo...




"Alguns corações, como certas flores,
abrem-se com maior beleza nas sombras da vida"
"O choro pode durar uma noite,
mas a alegria vem pela manhã."
— Horatius Bonar
"Vem, Senhor Jesus."
vem despertar-me,
com o toque da alvorada.
É hora de levantar."
Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
Mimos, muitos miminhos
e flores, muitas flores,
não para colocares em jarras ...
dão trabalho e murcham rapidamente...
estas flores, são flores
que todos os anos, nesta época do ano,
florescem e alegram
aqui o espaço envolvente da minha casa...
espero que este ano
sirvam também para alegrar
o teu coraçãozinho e lembrar...
que estamos sempre a renascer,
ano após ano...
hora a hora,
segundo a segundo,
minuto a minuto...
vamos renascendo para ELE.
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

sábado, 10 de abril de 2010

O Espírito Santo Sopra em Nossa Alma o Divino.









Há dias em que o Senhor está particularmente criativo e inspirado.
Ao longe Vénus

Olharam...
e eis que a glória do Senhor apareceu na nuvem.
(Êx 16.10.)
Cultivemos o hábito de procurar nas nuvens
a borda iluminada, e,
achando-a, continuemos a olhar para ela,
em vez de ficar olhando para o
cinzento escuro do centro.
Não nos entreguemos ao desânimo,
por mais oprimidos ou
molestados que estejamos.
A pessoa desanimada nada pode fazer.
Nesse estado,
ela não consegue resistir aos ardis do inimigo,
nem prevalecer em oração pelos outros.
Fujamos de qualquer indício desse inimigo mortal,
como fugiríamos de uma víbora.
Não nos demoremos em virar-lhe as costas,
ou acabaremos lambendo o pó,
em amarga derrota.
Olhemos para as promessas de Deus,
e digamos a respeito de cada uma delas:
"Esta promessa é para mim."
E se algum sentimento de
dúvida ou desânimo ainda persistir,
derramemos o coração diante de
Deus e peçamos-Lhe que repreenda o inimigo
que tão impiedosamente nos inquieta.
No momento em que o nosso coração rejeita
a desconfiança ou o desânimo,
o Espírito Santo desperta em nós a fé
e sopra em nossa alma
o vigor divino.
A princípio não temos consciência disto,
mas, se com o coração resoluto,
e sem olhar para os lados,
continuarmos desprezando toda
dúvida e depressão que nos assalta,
logo teremos consciência de que os
poderes das trevas estão recuando.
Se os nossos olhos pudessem enxergar
o exército de força e
poder que está atrás de nós cada vez
que tomamos posição contra as
hostes das trevas e em direção a Deus,
quanto terreno o inimigo perderia
em seus esforços para nos deprimir e desanimar!
Pois se o crente mais fraquinho submeter-se ao Senhor
e recorrer a Ele no nome de Jesus
e com a fé singela de uma criança,
todo o poder de Deus estará ao seu lado.
Certo dia de outono,
vi uma águia mortalmente ferida por um tiro.
Seus olhos ainda brilhavam
como um aro luminoso.
Ali, vagarosamente,
ela virou ainda a cabeça e lançou
para as alturas um olhar ansioso.
As alturas tinham sido o seu domínio.
Mas agora lá estava à morte, porque,
por um momento, esquecida,
tinha voado baixo demais.
A nossa alma é como essa águia.
Aqui em baixo não é o seu lugar.
Ela não pode perder aquele olhar em direção ao alto.
Temos de guardar a fé, guardar a esperança,
guardar a coragem,
conservar os olhos em Cristo.
Se não vamos ser corajosos,
é melhor abandonarmos já o campo de batalha,
pois a hora não é para covardia.
Ó minha alma,
guarda os teus olhos no alto!
Olhando para o ocidente,
não veremos o sol nascer.
— Provérbio Japonês
Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Aos Irmãos de Álem-Mar...Conservai-vos no Senhor!




Fotos retiradas da net
Eu sei em quem tenho crido.

(2 Tm 1.12.)
"Na tempestade",
disse um velho marujo,
"só há uma coisa que se pode fazer
— uma só:
pôr o navio em determinada posição,
e conservá-lo nela."
Crente, é isso que temos que fazer.
Às vezes, como Paulo, não
vemos nem o sol nem as estrelas,
e a tempestade que cai não é pequena.
Só há uma coisa a fazer — uma só.
A razão não nos pode ajudar;
as experiências passadas não nos
trazem luz.
Até a oração parece não trazer consolo.
Só resta um caminho.
Temos que pôr a alma em determinada posição,
e ali ficar.
Temos que estar escorados no Senhor;
e venha o que vier — onda ou vento,
trovões ou raios,
vagalhões ou rochedos perigosos
— não importa o quê,
o nosso lugar é estar atado ao leme,
na certeza de que Deus é fiel;
de que Ele assumiu um compromisso
para connosco na Sua aliança;
de que Ele nos tem amor eterno em
Cristo Jesus.
— Richard Fuller
Melhor lugar não há
De pouso e segurança
Que os braços do Senhor.
Eu fico ali;
Espero ali;
Ali me escondo e abrigo;
Eu moro ali.
Pois n'Ele achei:
Meu Deus,
Meu Pai,
Meu Salvador,
Meu Mestre,
Meu Amigo.
- C. M.2
Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
Uma homenagem sentida a todos os
irmãos de Além-Mar.
A todos os que estão a passar
pela tremenda tragédia que está
a assolar o Rio de Janeiro.
Deus os ajude e guarde.
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»
«Saboreai e vede como o Senhor é bom»

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O Ressuscitar NA Fé, o Renascer da Natureza...





Provei-te na fornalha da aflição.
(Is 48.10.)
Atentemos para a palavrinha na.
Devemos honrar o Senhor na aflição
— naquilo que de facto é uma aflição.
Embora tenha havido casos
em que Deus não permitiu que os
Seus servos sentissem as chamas,
contudo, regra geral, o fogo traz dor.
Mas aí mesmo é que devemos glorificá-lo,
pela nossa perfeita fé
na Sua bondade e amor,
que permitiram a vinda de
todas essas coisas sobre nós.
E mais do que isto,
devemos crer que dessa situação
virá alguma coisa mais para o Seu louvor,
do que viria sem essa dura prova.
Só podemos atravessar algumas provas
com uma grande fé; uma fé pequena não aguentaria.
Precisamos conhecer a vitória na aflição.
— Margaret Bottome
A fidelidade do crente é comprovada no tempo da aflição.
Os moços que foram lançados na fornalha ardente
saíram como entraram
— excepto quanto aos cordões que os amarravam.
Quantas vezes, na fornalha da aflição,
Deus nos arranca os cordões!
O corpo daqueles moços ficou ileso
— a sua pele nem se chamuscou.
Nem tampouco os seus cabelos ou as suas roupas,
e nem o cheiro do fogo passou sobre eles.
É assim que os crentes devem sair da
fornalha da aflição:
libertos dos cordões que os amarram e não tocados
pelas chamas.
Triunfando deles na cruz.
(Cl 2.15.)
Esse é o verdadeiro triunfo
— triunfar sobre a doença, na doença;
triunfar sobre a morte, morrendo;
triunfar sobre as circunstâncias
adversas, estando nelas.
Sim, creia-me, irmão, há um poder capaz de
fazer-nos vitoriosos na luta.
Há uma alta posição a ser conquistada,
de onde poderemos contemplar as regiões
de onde viemos e cantar o nosso
cântico de triunfo, e isso,
ainda nesta vida.
Sendo pobres, podemos levar
muitos a considerarem-nos ricos,
e na nossa pobreza podemos
enriquecer muitos.
O nosso triunfo está na circunstância.
O triunfo de Cristo reside na Sua humilhação.
Possivelmente o nosso triunfo também será
manifestado naquilo a que aos outros parece humilhação.
— Margaret Bottome
Há algo de cativante na
figura de um crente cheio de tribulações,
e tendo contudo o coração firme e cristalino.
Não é verdade que há algo de
valor contagiante na visão de alguém grandemente tentado,
mas mais do que vencedor?
Não é um tónico para o coração,
vermos um peregrino, quebrado no corpo,
mas conservando o esplendor de uma paciência
não quebrada?
Que testemunho do poder da graça!
—J. H. Jowett

Mananciais no Deserto
Lettie Cowman
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»

sábado, 3 de abril de 2010

Solidariedade com Maria, a Mãe Maior...








Cerimónias da Paixão de Cristo
Igreja da Paróquia do Calhariz de S.Domingos de Benfica

Hoje, nesta quadra especial do ano,
vai a minha ternura como mãe que sou,
para
Maria, a Mãe Maior
de todos nós.
Não esqueçamos esta
Grande Mulher
que padeceu o maior dos sofrimentos,
que é assistir ao martírio dum filho,
condenado injustamente.
ELE decidiu sacrificar
a Sua carne
para nos salvar;
com o Seu exemplo de Vida
e de Fé no Pai, ao afirmar:
«Pai, faça-se em Mim a Tua Vontade...»
para quando na nossa passagem,
podermos alcançar o
Reino de Deus
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»
«O Meu alimento, é a Vontade de Deus Pai»

video

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Trabalhar a Ressurreição...

Jesus em grafite executado por Mer
É o que diz São Paulo:
«...num instante, num piscar de olhos,
ao som da trombeta triunfal,
porque a trombeta soará e os mortos
ressuscitarão incorruptíveis,
e nós estaremos transformados».
Na realidade, não é bem assim,
a ressurreição não se faz instantaneamente.
É preciso compreender isto.
E aqui é a química que vai ajudar-nos.
Imaginai que tendes um ácido no qual deitais
algumas gotas de tintura de tornassol:
o líquido fica vermelho.
Deitais agora uma solução básica,
gota a gota...
De início, não observais nenhuma transformação,
mas continuais a deitar e,
de repente, o líquido que era vermelho
torna-se azul!...
Pois bem, é isso a ressurreição...
o vermelho transformado em azul;
o vermelho, o velho Adão,
que ressuscita em Cristo,
o azul do Céu.
Durante muito tempo,
deitais gota a gota,
e a última gota transforma tudo num instante:
vós ressuscitais!
Portanto, esta ressurreição
tinha começado já há muito tempo,
mas não se notava qualquer alteração visível...
até ao último segundo.
As palavras de São Paulo são verídicas,
é certo, mas precisam de ser explicadas.
Está claro, agora?
A ressurreição não acontece de um momento para o outro,
é necessário um longo trabalho preliminar,
e é a última gota que transforma tudo.
E porque é que é necessário esperar pela última gota?
É um mistério que nem sequer os químicos conseguem explicar.
Muitos de vós já começaram a ressuscitar,
isto é, a substituir neles algumas entidades egoístas,
tenebrosas, violentas, por entidades inteligentes,
luminosas e cheias de amor,
mas queixam-se de não ver qualquer mudança,
continuam a sentir-se na mesma.
Devem ser pacientes e esperar pela última gota.
Ora aí está: as trombetas são isso mesmo,
a última gota!...
Mas as trombetas não podem
ressuscitar os mortos se os mortos
não tiverem feito já um trabalho sobre eles próprios.
Nenhuma trombeta pode ressuscitar um morto.
Experimentai!
Levai uma trombeta para um cemitério
e cemeçai a tocá-la até vos apetecer!
Ninguém sairá... A não ser,
talvez algum vagabundo
que lá se instalara para passar a noite
e que aparecerá diante de vós, hirsuto... e ressuscitado!
Continuando...
A Páscoa

pela visão de Omraam
Evangelho Domingo de Ramos
«Este cálice é a nova Aliança no Meu sangue,
que é derramado por vós».
SAGRADA FAMÍLIA
Jesus, Maria, José
«Feliz a Família que Ama o Senhor»
«Fiquem atentos, e rezem todo o tempo»